PUBLICIDADE

brasil

Justiça do RJ determina soltura de donos dos pitbulls que atacaram escritora Roseana Murray

A Justiça do Rio de Janeiro aceitou um pedido da defesa e determinou a soltura dos três donos dos pitbulls que atacaram a escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, em Saquarema, na Região dos Lagos. Eles seguirão respondendo por abuso e maus-tratos de animais em liberdade, mas perderam a tutela dos cães. Além disso, não poderão adquirir novos até a conclusão do processo. Já a vítima, que teve um braço e uma orelha amputados, segue internada em estado estável.

Como os pitbulls foram recolhidos após o ataque e seguem sob os cuidados da Secretaria de Proteção Animal de Saquarema, o desembargador Gilmar Augusto Teixeira disse que não via riscos em soltar Ana Beatriz da Conceição Dantas, Kayky da Conceição Ribeiro dos Santos e Davidson Ribeiro dos Santos.

No entanto, o desembargador determinou que eles devem continuar sem a tutela dos cães e estão proibidos de adquirir novos animais.

A defesa do trio comemorou a decisão. “O desembargador teve a sensibilidade de fazer a justiça, uma vez que não havia elemento concreto apto a justificar a prisão preventiva. Vige no ordenamento jurídico o princípio da presunção de inocência”, afirmou o advogado Wallace Martins.

Escritora segue internada

Roseana segue internada no Centro de Terapia Intensivo do Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. De acordo com o cirurgião plástico Tarcísio Encinas, ela se recupera bem das lesões, apesar de ter perdido um braço e uma orelha.

“Hoje, a paciente está bem e estabilizada, sempre previsão de alta, porém conversando e feliz com sua recuperação. E não só por isso, porque ele sabe que tem uma grande corrente, não só dentro do hospital, como fora do hospital, torcendo para sua melhora”, disse o médico ao site G1.

Relembre o caso

A escritora foi atacada pelos três pitbulls enquanto fazia uma caminhada no bairro Gravata, em Saquarema, na manhã do último dia 5 de abril. A vítima foi arrastada pelos animais por pelo menos 5 metros e sofreu vários ferimentos na cabeça e nos braços.

Amiga de Roseana, a comerciante Sandra Noleto contou ao site G1, logo após o ataque, que a escritora gosta de caminhar todos os dias bem cedo. Naquela manhã, como de costume, ela estava andando quando foi atacada.

“Eu fui acordada pelos gritos de uma vizinha pedindo ajuda, porque a Roseane estava sendo atacada pelos cachorros. Eram três animais de uma casa que foi invadida há algum tempo. Quando eu vi, eles tinham arrastado ela e estavam comendo o braço dela”, contou Sandra.

A mulher diz que os mesmos cachorros já tinham atacado outras pessoas na região. “Não é a primeira vez que isso acontece. Outros vizinhos já fizeram registros de ocorrência porque os animais morderam pessoas da rua”, ressaltou a amiga.