PUBLICIDADE

tecnologia

Google vai barrar an√ļncios eleitorais depois de 3 de novembro

O Google vai impedir a exibi√ß√£o de an√ļn¬≠cios eleitorais em suas platafor¬≠mas depois da elei√ß√£o norte-amer¬≠i¬≠cana de 3 de novem¬≠bro, afir¬≠mou uma por¬≠ta-voz da com¬≠pan¬≠hia.

A Axios, que divul¬≠gou a not√≠¬≠cia ini¬≠cial¬≠mente, afir¬≠mou que o Google envi¬≠ou men¬≠sagens aos anun¬≠ciantes para alert√°-los que n√£o vai exibir pro¬≠pa¬≠gan¬≠das que ‚Äúref¬≠er¬≠en¬≠dem can¬≠didatos, elei√ß√£o ou seu resul¬≠ta¬≠do, dada a quan¬≠ti¬≠dade sem prece¬≠dentes de votos que ser√£o con¬≠ta¬≠dos depois do dia da elei√ß√£o neste ano‚ÄĚ.

Com¬≠pan¬≠hias de m√≠dia social est√£o enfrentan¬≠do cres¬≠cente press√£o para inter¬≠romperem a exibi√ß√£o de an√ļn¬≠cios com infor¬≠ma√ß√Ķes men¬≠tirosas e que pos¬≠sam influ¬≠en¬≠ciar nos resul¬≠ta¬≠dos das elei√ß√Ķes.

O Face¬≠book tam¬≠b√©m infor¬≠mou que vai parar de aceitar novos an√ļn¬≠cios pol√≠ti¬≠cos na sem¬≠ana ante¬≠ri¬≠or √† elei√ß√£o e que vai rejeitar pro¬≠pa¬≠gan¬≠das que busquem cla¬≠mar vit√≥ria para algum lado antes da apu¬≠ra√ß√£o ofi¬≠cial do resul¬≠ta¬≠do.

No ano pas­sa­do, o Twit­ter proibiu a exibição de pro­pa­gan­da políti­ca em sua platafor­ma.

*Por Ayan¬≠ti Bera em Ban¬≠ga¬≠lore, √ćndia, e Eliz¬≠a¬≠beth Cul¬≠li¬≠ford

PUBLICIDADE