PUBLICIDADE

brasil

Estudo indica que 15% dos brasileiros têm anticorpos para Covid-19

Um novo inquérito epidemiológico sobre o avanço da Covid-19 pelo Brasil apontou que no final de abril deste ano, com a curva de contágio em ascensão, na média, 15% dos brasileiros testados tinham anticorpos contra o Sars-CoV-2, anunciaram os pesquisadores.

O inquérito, apoiado pela Fapesp, órgão ligado ao governo paulista, e coordenado pelo professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Marcelo Burattini, testou 120 mil pessoas em 133 municípios de todo o país entre os dias 25 de janeiro e 24 de abril de 2021.

O estudo tamb√©m revelou √≠ndices diversos dentro de cada uma das regi√Ķes. No Sudeste, por exemplo, 19,57% da popula√ß√£o do Rio de Janeiro tinha anticorpos contra o coronav√≠rus, percentual semelhante aos 18,73% registrados no Esp√≠rito Santo, mas superior √† soropositividade m√©dia de S√£o Paulo, de 13%.

‚ÄúEsses resultados mostram que h√° muita varia√ß√£o espacial na epidemia. Temos v√°rias epidemias e n√£o apenas uma no Brasil. Essa varia√ß√£o se estende por todo o pa√≠s e ser√° um dos objetos de estudo mais detalhado deste projeto‚ÄĚ, disse Burattini, no comunicado.

‚ÄúMenos de 1% das pessoas testadas afirmou ter recebido vacinas e praticamente nenhuma delas havia recebido as duas doses‚ÄĚ, disse Burattini.

O inqu√©rito teve como objetivo estimar o percentual de brasileiros infectados com o coronav√≠rus em v√°rios recortes, como idade, g√™nero, condi√ß√£o econ√īmica, munic√≠pio e regi√£o geogr√°fica, al√©m de verificar o percentual de assintom√°ticos e a mortalidade, por exemplo.

Tem tamb√©m o objetivo de oferecer subs√≠dio para pol√≠ticas p√ļblicas e avalia√ß√£o do alcance e impacto das medidas de isolamento social, sejam de lockdown ou de distanciamento social com medidas de prote√ß√£o, como o uso de m√°scaras.

*Com informa√ß√Ķes da Reuters