PUBLICIDADE

s√£o paulo

Em São Paulo, Museu Catavento abre mostra sobre história das vacinas

Em cartaz at√© julho do ano que vem,¬†a exposi√ß√£o¬†Vacinas: Uma Vit√≥ria de Todos, organizada pela Sociedade Brasileira de Imuniza√ß√Ķes e o Museu Catavento, da Secretaria da Cultura, Economia e Ind√ļstria Criativas do Estado de S√£o Paulo, apresenta ao p√ļblico,¬†de forma imersiva e interativa,¬†a hist√≥ria e a import√Ęncia das vacinas na prote√ß√£o do ser humano contra doen√ßas mortais. Mostra¬†ter√° dura√ß√£o de oito meses na Sala Multiuso do Museu Catavento.¬†

A exposição começa com o painel intitulado Um Mundo Sem Vacinas, no qual é possível conhecer as consequências devastadoras de doenças que eram previamente incuráveis ou fatais. No painel Um mundo com vacinas, os visitantes tê acesso a dados impressionantes e comparativos sobre a taxa de mortalidade em diferentes épocas, evidenciando o impacto positivo das vacinas na proteção das vidas humanas.

Em¬†O Ataque dos microrganismos, os visitantes podem explorar a evolu√ß√£o e a natureza dos v√≠rus e bact√©rias, compreendendo sua capacidade de se espalhar e causar danos √† sa√ļde humana. O evento tamb√©m lembra¬†os marcos cruciais na hist√≥ria das vacinas, destacando¬†Os Primeiros Imunizantes da Hist√≥ria e a Primeira Vacina., que mostra as primeiras tentativas de imuniza√ß√£o na antiguidade e os primeiros √™xitos da era moderna, com destaque para hist√≥ria da descoberta da vacina contra var√≠ola.

Com informa√ß√Ķes sobre as v√°rias abordagens e tecnologias utilizadas para criar imunizantes eficazes o painel¬†Tipos de Vacinas, apresenta aos visitantes¬†as diferentes vacinas que protegem contra diversas doen√ßas pelo¬†fortalecimento¬†do sistema imunol√≥gico.

No m√≥dulo¬†Como Atua uma Vacina com V√≠rus Atenuado¬†ser√£o apresentadas¬†holografias animadas sobre processos de desenvolvimento de vacinas com v√≠rus atenuado e de¬†imuniza√ß√£o. O¬†m√≥dulo tamb√©m contar¬†com¬†painel interativo¬†hands on¬†onde os visitantes interagiem com maquetes de c√©lulas, v√≠rus e vacinas para realizarem os mecanismos de imuniza√ß√£o das vacinas de maneira l√ļdica e interativa.

SBIm e Museu Catavento inauguram a exposição
Exposição Vacinas: uma Vitória de Todos, no Museu Catavento, em São Paulo, fica em cartaz até julho de 2024 . Foto:  Guilherme Ribeiro/Museu Catavento

Fake news

Para ressaltar o momento atual, os visitantes t√™m acesso ao¬†tema¬†As Fake News que Matam¬†no¬†qual ser√£o alertados, para a propaga√ß√£o de informa√ß√Ķes falsas sobre vacinas e seu impacto na sa√ļde p√ļblica, destacando a import√Ęncia da educa√ß√£o e conscientiza√ß√£o na luta contra a desinforma√ß√£o.

No painel¬†Programa Nacional de Imuniza√ß√Ķes¬†s√£o apresentados¬†os esfor√ßos coordenados de governos e institui√ß√Ķes para garantir o acesso equitativo a vacinas eficazes.

No √ļltimo painel,¬†Seja um guardi√£o da sua sa√ļde, os visitantes s√£o convocados a se vacinar e t√™m acesso aos calend√°rios de vacina√ß√£o para as diferentes faixas et√°rias e grupos.

SBIm e Museu Catavento inauguram a exposição
SBIm e Museu Catavento inauguram a exposição Vacinas: Uma Vitória de Todos, em São Paulo. Foto: Sarha Daltri/SBIm

Sociedade Brasileira de Imuniza√ß√Ķes

‚ÄúA ideia de¬†divulgar a import√Ęncia e o valor das vacinas para o p√ļblico jovem, adolescentes, crian√ßas √© uma ideia antiga da Sociedade Brasileira de Imuniza√ß√Ķes. Sempre entendemos que¬†ter¬†o espa√ßo de um museu com o conte√ļdo de curadoria nossa, no qual pud√©ssemos retratar os benef√≠cios da vacina√ß√£o, conquistas e avan√ßos, seria um marco na hist√≥ria das imuniza√ß√Ķes e que pud√©ssemos, dessa maneira, perpetuar o conhecimento e a mem√≥ria do que foram essas doen√ßas e como elas se transformaram com as vacinas‚ÄĚ, disse o vice-presidente da SBIn, Renato Kfouri.

Ele ressaltou que √© fundamental falar sobre as vacinas em um momento em que a hesita√ß√£o e a relut√Ęncia em vacinar se tornou presente, j√° que a gera√ß√£o atual √© indecisa com rela√ß√£o ao ato de vacinar. ‚ÄúMinha gera√ß√£o e a gera√ß√£o anterior vivenciaram e cresceram com pais que entenderam a forma e a import√Ęncia das vacinas na preven√ß√£o de doen√ßas, porque vivenciou o que foi a era pr√© e p√≥s-vacinal.‚ÄĚ

Segundo Kfouri h√° uma grande probabilidade de termos uma gera√ß√£o futura tamb√©m insegura em vacinar. ‚ÄúEnt√£o √© fundamental que a gente atue nessa na nessa faixa et√°ria, no momento escolar e de forma√ß√£o que, sem d√ļvida, vai trazer benef√≠cios n√£o s√≥ atuais como para o futuro‚ÄĚ, disse.

O superintende de projetos da Catavento Cultural e Educacional, Ricardo Pisanelli, afirmou que a exposi√ß√£o remete √† import√Ęncia da vacina√ß√£o como um mecanismo fundamental da sociedade para a sa√ļde p√ļblica, porque¬†protege milhares milh√Ķes de pessoas.

‚ÄúEla preserva a vida de milh√Ķes de pessoas que ficariam doentes e morreriam caso n√£o estivessem vacinados. Ela √© um feito extraordin√°rio, talvez o maior feito da ci√™ncia, o mais efetivo em rela√ß√£o a preserva√ß√£o da vida‚ÄĚ, disse.

Pisanelli destacou que a exposi√ß√£o √© ideal para o Catavento, que √© um museu dedicado √† divulga√ß√£o cient√≠fica e que, no caso das vacinas, a ideia √© demonstrar para todos os p√ļblicos que visitam o Catavento como as vacinas foram descobertas, desenvolvidas, como agem e levar toda essa informa√ß√£o de maneira interativa e impactante.

‚ÄúAs vacinas n√£o s√£o apenas uma quest√£o e prote√ß√£o individual. Quando voc√™ se protege voc√™ est√° protegendo toda a coletividade, n√£o s√≥ as pessoas que voc√™ ama, mas toda a sociedade. A vacina√ß√£o √© uma √© a quest√£o de cidadania e de consci√™ncia dessa import√Ęncia da ci√™ncia que salva milh√Ķes de vidas‚ÄĚ, afirmou.

Edição: Maria Claudia