PUBLICIDADE

política

Deputado federal Daniel Silveira é preso no Rio de Janeiro

O novo mandado de pris√£o em regime fechado contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi considerado,¬†pela defesa do parlamentar,¬†como pris√£o pol√≠tica. Segundo o advogado Andr√© Rios, o caso de seu cliente deve ser levado para an√°lise em inst√Ęncias internacionais.

‚ÄúDaniel √© um preso pol√≠tico. Seu caso j√° passou da hora de ser tratado nos organismos internacionais de defesa aos direitos humanos. Ele √© um preso pol√≠tico e assim deve ser tratado‚ÄĚ, se manifestou o advogado, em nota √† imprensa.

Silveira cumpria pris√£o domiciliar em sua casa, no munic√≠pio de Petr√≥polis, e teve o mandado de¬†pris√£o expedido¬†nesta¬†quinta-feira (24) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF)¬†. O motivo da ordem de pris√£o foi o n√£o pagamento da fian√ßa, estipulada de R$ 100 mil, pelos reiterados problemas de viola√ß√Ķes na tornozeleira eletr√īnica, por falta de bateria ou rompimento, que Silveira √© obrigado a usar.

O deputado, após passar por exame no Instituto Médico Legal (IML), será conduzido para o Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói, onde ficam presas pessoas com foro privilegiado e policiais militares.

Silveira foi preso no dia 16 de fevereiro, em flagrante, por crime inafiançável, após o parlamentar ter divulgado um vídeo em que atacava os ministros do STF. A primeira ordem de prisão também foi expedida por Alexandre de Moraes.

Edição: Bruna Saniele