PUBLICIDADE

7.0 - MANUALgastronomiasaúde

Consciência alimentar e vida saudável: cardápio com salmão é aliado da dieta equilibrada

Tema central do Dia Mundial da Saúde de 2016 e relembrado todos os anos, sempre no dia 14 de novembro, o Diabetes é uma doença crônica autoimune, que já atinge uma em cada 12 pessoas, o equivalente a 62 milhões de indivíduos somente nas Américas.

De acordo com dados recentes publicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil soma mais de 16 milhões de pessoas diagnosticadas com a doença que se desenvolve em três categorias: Tipo 1, Tipo 2 e Gestacional. Representando 95% dos casos da doença no mundo – 44% só no Brasil – o Diabetes Tipo 2 tem sua origem diretamente relacionada a um estilo de vida desregrado, conduzido por fatores de risco como o sedentarismo, a má alimentação e o excesso de peso.

Em uma rotina moderna, repleta de compromissos e com pouco tempo para os cuidados com a saúde, estes três comportamentos tornam-se lugar comum, o que justifica a maior incidência da doença entre os brasileiros.

Para reeducar-se, valem pequenas e essenciais atitudes, principalmente em relação aos hábitos alimentares que podem se tornar mais motivadores com a ajuda de ingredientes versáteis e saborosos, como o salmão. Supernutritivo, o pescado conta com uma dose generosa de Ômega-3, ácido-graxo conhecido como “gordura do bem” e que, por não ser produzida pelo organismo humano, coloca o salmão em destaque entre os alimentos indispensáveis para o consumo.

Além de ajudar a equilibrar os níveis de colesterol e a prevenir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, a substância auxilia no bom funcionamento da insulina, atuando no controle da glicemia (presença de açúcar no sangue) e reduzindo o risco de desenvolvimento do Diabetes Tipo 2.

Para quem já convive com a doença, independente da categoria, o pescado também é um aliado para manter os níveis de açúcar equilibrados e o metabolismo ativo. Para beneficiar ainda mais o consumo do salmão, o melhor é optar por pratos que dispensam a utilização de gorduras para o preparo, como óleo e manteiga.

“Neste sentido, o salmão pode ser a escolha mais adequada, porque ele fica saboroso e mantém todas as suas qualidades nutritivas de qualquer jeito, seja cru, grelhado ou assado. É a opção completa para dar à vida mais longevidade e disposição”, comenta Melanie Whatmore, da associação que promove e incentiva o consumo do salmão chileno no Brasil.

PUBLICIDADE