PUBLICIDADE

esporte

Confirmado: avião caiu por falta de combustível! #ForçaChape

Nesta quarta-feira (30), as autoridades colombianas confirmaram a causa do acidente com o avi√£o que levava a delega√ß√£o da Chapecoense para Medell√≠n. O avi√£o da operadora boliviana Lamia voava com menos combust√≠vel do que o m√≠nimo exigido pela lei local. O √≥rg√£o que estava avaliando as causas do acidente explicou que a ‚Äúpane seca‚ÄĚ deu origem ao problema el√©trico que acabou derrubando a aeronave na trag√©dia que matou 71 pessoas e deixou 6 feridos.

Essas conclus√Ķes partem da comprova√ß√£o de que n√£o havia vest√≠gio de combust√≠vel entre os destro√ßos e tamb√©m da grava√ß√£o das conversas entre o avi√£o e a torre de controle. “Uma das hip√≥teses que trabalhamos √© que [o avi√£o] n√£o contava com combust√≠vel e que, por isso, tenha apagado subitamente os motores. Motores s√£o a fonte el√©trica. Voc√™ pode ter uma turbina adicional, mas se n√£o tinha combust√≠vel, vai ter uma pane el√©trica”, afirmou Fredy Bonilla, secret√°rio de Seguran√ßa A√©rea da Aeron√°utica Civil da Col√īmbia, √≥rg√£o com fun√ß√Ķes parecidas √†s da Ag√™ncia Nacional de Avia√ß√£o Civil (Anac), ag√™ncia que regula voos no Brasil.

“As normas internacionais exigem que qualquer aeronave deve viajar com combust√≠vel suficiente para chegar ao aeroporto de destino, mais 30 minutos e ainda mais 5 minutos ou 5% da dist√Ęncia, que √© o combust√≠vel reserva. Neste caso, lamentavelmente, a aeronave n√£o contava com combust√≠vel suficiente. Vamos investigar para saber por que isso ocorreu”, completou ele.

Bonilla tamb√©m constatou a s√©rie de acontecimentos que levaram √† queda da aeronave. ‚ÄúQuando estava chegando a Medell√≠n, havia mais dois voos com prefer√™ncia de aterrissagem. Um deles, da VivaColombia, que tinha declarado emerg√™ncia por vazamento de combust√≠vel. O piloto, ent√£o, disse n√£o ter problema algum e deu meia volta para esperar sua vez. Em cima da hora, ele avisou a torre de controle que estava com pouco combust√≠vel, declarou emerg√™ncia, pane el√©trica e caiu.‚ÄĚ Ele ainda disse que o aeroporto tentou contornar a situa√ß√£o, passando o avi√£o √† frente na fila de prefer√™ncia, mas j√° era tarde.

Na Bol√≠via, para cumprir os regulamentos de tr√°fego a√©reo exigidos, o avi√£o deveria ter combust√≠vel suficiente nos tanques para voar, no m√≠nimo, por mais uma hora. Al√©m do combust√≠vel necess√°rio para fazer a rota prevista, avi√Ķes a jato devem ter uma reserva para mais 5% (no Brasil s√£o 10%) do tempo total de viagem, que √© o necess√°rio para chegar com seguran√ßa a outro aeroporto como alternativa e, tamb√©m, o suficiente para voar por mais 30 minutos.

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE