4.0 // manual4.1 // sexo

Veja algumas curiosidade sobre orgasmo feminino

Para muitos homens, o orgasmo feminino é um verdadeiro tabu. Ninguém, por exemplo, é capaz de levantar a mão e dizer se realmente sabe ou não se os gemidos insistentes, seguidos por espasmos, são reproduções fiéis de um orgasmo feminino, ou se tudo não passa de um teatro para o sexo acabar logo.
De acordo com uma pesquisa realizada em 2013 pelo Projeto Sexualidade (Prosex), da Universidade de São Paulo, 34,6% das brasileiras sofrem com a falta de desejo sexual, sendo
que somente 29,3% delas conseguem ter um orgasmo durante a relação.
As mulheres, de forma geral, são muito sensíveis ao clima criado. Um dia elas podem estar subindo pelas paredes de tesão, e, no outro, inventar uma dor de cabeça e recusar qualquer tipo de investida. Além disso, pesquisas mostram que o córtex sensorial (que processa sensações como a empatia) é a primeira área cerebral a ser estimulada durante o sexo – nos homens é a visão, obviamente. Ou seja: para elas, é preciso ter emoção, envolvimento.
Enquanto o orgasmo feminino é envolto nessas e outras questões que geraram enormes dúvidas nas mentes masculinas, reunimos aqui algumas curiosidades sobre o orgasmo feminino para te ajudar a dar prazer direitinho na hora H e fazer com que a sua parceira goze de prazer. Confira.
#1 – De acordo com pesquisas realizadas pela psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas da USP, em 2013, cerca de um terço das mulheres brasileiras nunca chegou ao clímax durante a penetração nem durante a masturbação.
#2 – Segundo um estudo da Universidade de Verona, usar salto ajuda a relaxar e a fortalecer os músculos da região pélvica da mulher, intensificando as contrações durante o orgasmo. Porém, o efeito positivo não aumenta de acordo com o tamanho do salto.
 
#3 – Para que o homem fique excitado, seu organismo precisa bombear cerca de 10 ml de sangue para seu pênis. Já o órgão sexual feminino, que é mais complexo, precisa de aproximadamente 200 ml. Por esta razão, as mulheres demoram MUITO mais para ter um orgasmo (trabalhe bastante, amigo).
#4 – Existe uma técnica, chamada G-Shot, que promete aumentar o ponto G por meio de injeções intravaginais de colágeno, aumentando o atrito durante a penetração e permitindo assim que a mulher chegue ao orgasmo mais facilmente.
 
#5 – Segundo estudo realizado pela Universidade de Indiana, nos EUA, a qualidade dos orgasmos femininos não tem nenhuma relação com o uso da camisinha. Aliás, a camisinha pode até ajudar já que diminui a preocupação do casal, costuma retardar um pouco a ejaculação masculina, dando mais tempo para a mulher chegar lá.
 
#6 – O orgasmo é mais provável na primeira quinzena do ciclo menstrual, uma vez que os níveis de testosterona femininos estão mais altos, o que garante mais tesão.
 
#7 – Apesar de parecer estranho, manter os pés aquecidos aumenta as chances de orgasmo
#8 – Musculação íntima pode intensificar o orgasmo, pois ajuda a aumentar a libido, melhora a lubrificação e faz com que a mulher atinja o clímax com mais facilidade
#9 – Algumas mulheres, em virtude de um orgasmo vaginal intenso, liberam muito líquido durante o ato sexual e chegam até a achar que urinaram. Isso é chamado de ejaculação feminina.
#10 – Ao gozar a mulher libera uma descarga de 244 minivolts. Para você ter uma ideia da potência, a descarga elétrica produzida por cinco mulheres tendo orgasmo seria suficiente para acender uma lâmpada.
#11 – Existe uma disfunção feminina chamada Transtorno da Excitação Genital Persistente. Isso quer dizer que a mulher pode ter um orgasmo a qualquer momento sem precisar estar muito excitada.
#12 – Nas mulheres, o orgasmo tem as mesmas vantagens mentais e físicas de uma corrida de 8 km.
#13 – Segundo estudos, 14% das mulheres já experimentaram o orgasmo causado pelo estímulo em outras partes do corpo que não os seios ou a vagina.
#14 – Sexo pode fortalecer seu sistema imunológico. Isso porque manter relações sexuais uma ou duas vezes por semana tem sido associado a níveis mais altos da imunoglobulina A, um importante anticorpo para a imunidade.
#15 – Quando um homem toca em um mulher por quem sente desejo, automaticamente a temperatura do corpo dela aumenta até três vezes mais do que quando ela toca em você.
#16 – De acordo com estudo, quanto mais “masculina” for a aparência de um cara, mais vezes a mulher atingirá o orgasmo
#17 – Para as mulheres, a melhor modalidade de sexo para atingir o orgasmo é a masturbação. Em segundo lugar vem o sexo oral, seguido pela penetração.
#18 – Em geral, os orgasmos femininos duram entre seis e dez segundos, mas algumas mulheres têm orgasmos que chegam a 20 segundos.
#19 – Você pode potencializar o orgasmo da parceira acariciando as coxas dela durante o orgasmo. Como está perto dos órgãos genitais, o fluxo extra de sangue aumentar as sensações de prazer e sensibilidade.
#20 – Os seios da mulher podem inchar até 25% do tamanho normal quando ela está excitada, ficando extremamente sensíveis.
Fonte: Area H
Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista