2.0 // dossiê2.6 // mundo

Trump ordena expulsão de 60 diplomatas russos

WASHINGTON – O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou nesta segunda-feira, 26, a expulsão de 60 diplomatas russos e o fechamento do consulado da Rússia em Seattle em resposta ao ataque com um agente neurotóxico contra o ex-espião russo Serguei Skripal no dia 4 de março, no sul da Inglaterra, segundo informações oficiais.

A ordem inclui 12 agentes de inteligência da missão russa na sede da ONU em Nova York. Os funcionários e suas famílias têm sete dias para deixar os EUA. Polônia, Alemanha e Lituânia anunciaram que seguirão os EUA e também expulsarão diplomatas russos.

Essa é a decisão mais dura contra o Kremlin tomada por Trump, que foi criticado por não ser firme o suficiente com o presidente russo, Vladimir Putin.

Uma fonte oficial da Casa Branca disse que a medida tem como objetivo erradicar os russos ativamente envolvidos em operações de inteligência contra os EUA, e mostrar que o país apoia os aliados da Otan. As autoridades explicaram que o fechamento do consulado em Seattle foi ordenada em razão de sua proximidade com a base naval americana.

Há algumas semanas, a primeira-ministra britânica, Theresa May, expulsou 23 diplomatas russos identificados como espiões e suspendeu os contatos bilaterais com Moscou. Pouco depois, a administração Trump impôs sanções a vários indivíduos e organizações russas pela suposta interferência de Moscou nas eleições presidenciais americanas de 2016 e os ataques cibernéticos.

Reino Unido, França e Alemanha denunciaram a Rússia pela aparente participação no ataque a Skripal e sua filha, Yulia, e falaram que foi uma “clara violação” da lei internacional. / AP e REUTERS

Fonte: Estadão

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista