6.3 // henrique narita

Seria essa uma chance para colocar ideias em prática?

Olá amigos! E quanto ao nosso tênis de mesa?  Sabem o porquê dessa pergunta? Espero que entendam o que vou colocar hoje nesta coluna como algo para o bem do tênis de mesa de modo geral.

Acabamos de disputar a Copa do Brasil, realizada na cidade de Joaçaba em Santa Catarina.

E, por obvio, muitas conversas entre amigos, conhecidos, pessoas que vivenciam um certo dia a dia no tênis de mesa. Todos sempre com ideias e soluções para o crescimento e modernização da gestão de nosso esporte. E olha, não estou me referindo a só gestão de confederação e federações não. Estou me referindo a gestão de forma ampla, que no mais das vezes envolvem os líderes do tênis de mesa na comunidade praticante. Sejam clubes, agremiações, kaikans, cidades, etc.

Fazendo um paralelo, é quase como o futebol em conversa de boteco. Cada qual tem a solução técnica, tática e até de gestão para seus times de coração. Seleção brasileira de futebol então, nem se fala, cada um tem a sua seleção e cada um acha que sua seleção seria a campeã do mundo!

Então hoje, quero pedir a colaboração de todos ou, caso queiram, encarem como desafio, para que me enviem (exclusivamente por e-mail por favor) no soutenisdemesa@gmail.com ideias que acreditem ser promissoras ou solucionadoras de questões em nosso tênis de mesa!

O que farei com essas ideias? Escolherei as que mais eu concordar, na medida que minha capacidade de tempo e competência permitir, e tentarei levar adiante. Sempre mantendo informado ou até fazendo junto com o autor da ideia. Topam?

Espero que tenhamos ótimas ideias e que não sejamos uma comunidade que muito fala e quando pode, não toma ação!

Um grande abraço a todos e até a próxima!

 

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista