3.8 // esporte4.0 // manual

Próxima parada: Rússia

Estamos há poucos meses do megaevento esportivo favorito dos brasileiros que, desta vez, será realizado na Rússia entre 14 de junho e 15 de julho de 2018. O maior país do mundo é famoso por suas cidades pitorescas, como as sedes Moscou e São Petersburgo, e vale a pena tirar alguns dias extras para conhecer suas atrações.

A APRIL, multinacional francesa fornecedora de seguros viagem, preparou um guia prático para você curtir, além dos jogos, tudo o que o destino tem a oferecer sem preocupações.

1 – Faça um planejamento detalhado
Definir o tempo de estadia no país é o ponto de partida para estimar os gastos da viagem, os jogos que irá assistir e quais cidades deseja explorar.

2 – Verifique como adquirir os ingressos com antecedência
Dividida em três fases, as vendas das entradas para as partidas começaram em setembro de 2017 e é preciso fazer um cadastro para solicitar os ingressos e participar dos sorteios aleatórios.

3 – Não é necessário visto
Desde 2010, brasileiros não precisam do visto para entrar em território russo e podem permanecer por um período de 90 dias no país. Durante o evento, estrangeiros também poderão circular entre as cidades sede.

4 – Aproveite as vantagens do FAN ID
Após garantir seu ingresso, você deverá solicitar um “Fan ID”. O passe especial garante a entrada nos jogos e contempla acesso gratuito no transporte público entre as cidades participantes sem burocracia. É um item obrigatório para entrar no estádio, que ficará disponível no site oficial do evento.

5 – Economize seu dinheiro em Dólar ou Euro
A moeda oficial da Rússia é o Rublo, mas as taxas de câmbio nem sempre são favoráveis. Por isso, a dica é guardar suas economias em dólar americano ou Euro para fazer a conversão na chegada ao país.

6 – Contrate um seguro viagem
Este item é indispensável em qualquer viagem, e a APRIL oferece produtos que previnem gastos desnecessários como emergências médicas, extravio de bagagem e cancelamento de voo. Além disso, se pretende conhecer outros países da Europa, o seguro viagem é obrigatório em grande parte dos destinos do Velho Continente.

7 – Use a tecnologia a seu favor
O inglês não é uma língua muito falada na Rússia e o idioma russo utiliza o alfabeto cirílico, que é muito diferente do latino clássico utilizado no português. Mas é possível baixar aplicativos de tradução simultânea, como o Google Tradutor, que além de diversas funções, pode ser usado mesmo sem internet.

8 – Transportes são acessíveis
Os trens e metrôs são muito utilizados por lá. As estações são impressionantes e as linhas interligam as cidades sede. O visitante ainda pode contar com aplicativos que auxiliam o deslocamento entre os pontos turísticos, como é o caso do Google Maps.

 

Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista