6.3 // henrique narita

Obrigado pela amizade de todos!

Olá amigos!  A semana que passou completei 25 anos de idade.

Fiz uma reflexão da minha trajetória proporcionada pelo tênis de mesa.

Comecei nesse esporte já adolescente, diferente de muitos que iniciaram ainda crianças. Lembro bem, no SESC, no Casa Verde e outros locais que eu praticava o tênis de mesa, a sensação de ver e admirar aqueles que jogavam melhor que eu.

Mais prazeroso ainda era perceber minha evolução. A cada jogo, até aquele momento nunca vencido, que eu conseguia pela primeira vez vencer pelo menos um set era uma satisfação enorme. Depois, vencendo um a um aqueles que me venciam trazia aquela emoção indescritível no último ponto!  Tenho certeza que muitos se identificam com essa sensação.

Ver que algo que você gosta e se dedica começar a dar resultados,  em qualquer área, é de fato muito satisfatório.

Eu, lá atrás no início,  logo me apaixonei por esse esporte.

Sem modéstia, era imbatível na Liga Nipo Brasileira,  jogava e ganhava duas categorias, pois antes isso era permitido.  Depois, me federei, continuei evoluindo. Venci paulistas, regionais, jogos abertos do interior, brasileiros, copas, joguei torneios internacionais tudo o que os limites dos recursos financeiros me permitiram.

Embora desencorajado por muitos,  acabei me tornando um “cateiro” (estilo de jogo baseado em técnicas e estratégias defensivas). E hoje, muitos dizem que sou o melhor cateiro que o Brasil já teve. Cheguei até a ganhar de presente a raquete de Joo  Se Hyuk, atleta sul coreano considerado o melhor do mundo neste estilo,  quando este assistiu a um jogo meu.

De poucos anos pra cá, dividi meu foco  entre as competições e os projetos diversos que atuo e lidero, todos eles com dois objetivos básicos: gerar recursos pra continuar no esporte e massificar o tênis de mesa.

E cá estou eu, com muitos projetos em andamento e outros tantos em vista. Lutando no melhor estilo “matar um leão por dia”.

Espero contar com a ajuda e amizade de todos por muitos “25 anos” pela frente.

Um grande abraço a todos e até a próxima!

 

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista