brasilNegócios

Ministro da Educação desmonta secretaria de diversidade

O presidente Jair Bolsonaro se vangloriou nesta quarta-feira 2 de acabar com a diversidade e a inclusão no Ministério da Educação (MEC), comandado por Ricardo Vélez Rodriguez. Ao comentar uma reportagem da Folha de S.Paulo que tratava da extinção da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), e da criação, no lugar, da subpasta Modalidades Especializadas, Bolsonaro postou, reproduzindo o título da matéria:

“Ministro da Educação desmonta secretaria de diversidade e cria pasta de alfabetização. Formar cidadãos preparados para o mercado de trabalho. O foco oposto de governos anteriores, que propositalmente investiam na formação de mentes escravas das ideias de dominação socialista”.

A postagem vem ainda acompanhada de mais uma fake news, como foram feitos os discursos da cerimônia de posse e de toda a campanha: a de que estudantes brasileiros recebem “ideias de dominação socialista”.

Segundo o repórter Paulo Saldaña, a iniciativa foi uma manobra para eliminar as temáticas de direitos humanos, de educação étnico-raciais e a própria palavra diversidade. A nova pasta deve continuar a articular as ações de educação especial, de jovens e adultos, educação no campo, indígena e quilombola.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

Ministro da Educação desmonta secretaria de diversidade e cria pasta de alfabetização. Formar cidadãos preparados para o mercado de trabalho. O foco oposto de governos anteriores, que propositalmente investiam na formação de mentes escravas das ideias de dominação socialista.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista