celebridades

Marcos Caruso ganha troféu de melhor ator no Prêmio Shell de Teatro

A 29ª edição do prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro, que premia os melhores atores dos palcos cariocas, aconteceu ontem (14) no Copacabana Palace e foi dedicada às tradições do teatro popular e de rua com uma homenagem aos 35 anos do Grupo Galpão.

A cerimônia, que foi conduzida por Gisele Fróes – que recebeu o troféu de melhor atriz em 2004 – e Edwin Luisi – eleito melhor ator em 2000 e 2007 – premiou Marcos Caruso na categoria de melhor ator com seu papel no monólogo “O escândalo de Philippe Dussaert”.

Ele se lembrou da primeira vez que concorreu o prêmio como ator e disse que se sentiu “no meio de pessoas que conheço. Pessoas do teatro, quem amam teatro, que dão o sangue pelo teatro”. Ainda em seu discurso, ele homenageou várias atrizes negras, chamando-as de “Chicas negras da Silva”.

Veja a lista completa de vencedores:
  • Melhor autora: Grace Passô por “Vaga carne”
  • Melhor direção: Duda Maia por “Auê”
  • Melhor ator: Marcos Caruso por “O escândalo Philippe Dussaert”
  • Melhor atriz: Vilma Melo por “Chica da Silva, o musical”
  • Melhor cenário: André Curti e Artur Luanda Ribeiro por “Gritos”
  • Melhor figurino: Luiza Fardin por “Se eu fosse Iracema”
  • Melhor iluminação: Renato Machado por “Uma praça entre dois prédios, próximo de um chaveiro, grafites na parede e uma árvore”
  • Melhor música: Luciano Moreira e Felipe Vidal por “Cabeça [um documentário cênico]”
  • Categoria inovação: Rede Baixada em Cena, pelo movimento de discutir a criação estética e o poder de mobilização de 18 coletivos de 13 cidades da Baixada Fluminense.

 

Fotos: Anderson Borde

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista