2.1 // economia2.2 // negócios

Franquias de alimentação crescem 8,1% em faturamento no País

Alimentação é, individualmente, o segmento de maior peso e um dos mais tradicionais e consolidados do franchising brasileiro. De acordo com o balanço do desempenho do franchising, de junho de 2017 ao mesmo período deste ano, do faturamento total de R$ 168,360 bilhões do setor, as redes de alimentação faturaram R$ 21,544 bilhões. Isso representa um crescimento de 8,1% na receita do segmento.

Além da melhora de importantes indicadores macroeconômicos – como a queda da inflação e da taxa básica de juros (Selic) e do leve aumento dos índices de confiança do consumidor e da indústria – o setor de franquias foi aquecido com a retomada da expansão das redes e com o crescimento de nichos específicos, como os de alimentação saudável. No caso do segmento de Alimentação, ele foi um dos beneficiados com a Copa do Mundo, que atraiu mais consumidores aos estabelecimentos nos dias de jogos.

Para este ano, as expectativas também são positivas para o mercado de food service em geral, que deve se recuperar da crise econômica dos últimos anos. O nicho de culinária asiática é um dos mais tradicionais do segmento de Alimentação do franchising brasileiro. Representativo, corresponde a 9% dele. Segundo a última avaliação da Pesquisa Setorial de Food Service da ABF, o subsegmento de comida asiática cresceu 2% em faturamento em 2017. Como exemplo deste nicho, podemos destacar a rede Jin Jin, tradicional rede de culinária asiática que opera predominantemente em shopping centers.

Para manter sua trajetória de crescimento, a cada ano a rede traz inovações para atrair mais clientes. Em 2018, além do formato buffet na praça de alimentação e também o modelo quiosque Jin Jin Sushi, a marca lançou, na cidade de Londrina, a primeira loja no modelo de container, juntamente com a rede Montana. O novo formato, que tem custo de investimento menor em relação às lojas tradicionais, amplia a atuação para além dos shoppings e inclui os serviços de delivery e retirada no balcão.

Com 78 unidades distribuídas em 11 estados brasileiros, mais o Distrito Federal, a Jin Jin conquistou o faturamento de R$150 milhões em 2017. A Jin Jin está em franca expansão. Até o fim de 2018, a franqueadora visa os mercados do Nordeste e estado do Rio de Janeiro por meio de seus modelos de negócio. Sedo assim, a rede projeta um aumento de 15% no faturamento até o final do ano.

Foto: Divulgação

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista