PUBLICIDADE

mundo

COVID-19, idosos colombianos se ‚Äėrebelam‚Äô contra confinamento 

A cap¬≠i¬≠tal reg¬≠is¬≠tra mais de 30% dos quase 33.000 casos con¬≠fir¬≠ma¬≠dos de coro¬≠n¬≠av√≠rus, incluin¬≠do mil mortes, em todo pa√≠s. O con¬≠fi¬≠na¬≠men¬≠to foi dec¬≠re¬≠ta¬≠do em 20 de mar√ßo e, cin¬≠co dias depois, tornou-se ger¬≠al para os 48 mil¬≠h√Ķes de habi¬≠tantes do pa√≠s.

O pres¬≠i¬≠dente Iv√°n Duque provo¬≠cou revol¬≠ta em seu ape¬≠lo para pro¬≠te¬≠ger os ‚Äúav√≥s‚ÄĚ, os mais vul¬≠ner√°veis √† doen√ßa. V√°rias per¬≠son¬≠al¬≠i¬≠dades con¬≠sid¬≠er¬≠aram uma ‚Äúinfan¬≠tiliza¬≠√ß√£o‚ÄĚ dos adul¬≠tos mais vel¬≠hos. Alguns con¬≠vo¬≠caram a des¬≠obe¬≠di√™n¬≠cia.

- Sair para vender lixo -

Com um olhar triste e o ros¬≠to esculpi¬≠do pelos infort√ļnios da vida, Eleodoro est√° mais pre¬≠ocu¬≠pa¬≠do com ali¬≠men¬≠tar seus cin¬≠co c√£es do que com seu cor¬≠po magro. Assim como ele, pelo menos 1,6 mil¬≠h√£o de idosos vivem na extrema pobreza em uma das na√ß√Ķes mais desiguais da Am√©ri¬≠ca.

Sem doc­u­men­tos de iden­ti­dade, não pode rece­ber ali­men­tos, ou o sub­sí­dio de cer­ca de US$ 22 men­sais prometi­dos pelo gov­er­no local aos 50.000 idosos durante três meses de pan­demia. As queixas sobre os auxílios são recor­rentes.

Ele con¬≠fia mais na cari¬≠dade da viz¬≠in¬≠han√ßa e de seus ‚Äúcole¬≠gas de casa‚ÄĚ, que √†s vezes lev¬≠am algo para coz¬≠in¬≠har no fogo de lenha em uma pan¬≠ela des¬≠gas¬≠ta¬≠da.

Jos√© √Āvi¬≠la, de 72, e Mar√≠a Euge¬≠nia Rodr√≠guez, de 71, com¬≠par¬≠til¬≠ham um dos c√īmo¬≠d¬≠os da casa de muros cor¬≠ro√≠¬≠dos de Eleodoro. O ter¬≠ceiro quar¬≠to √© ocu¬≠pa¬≠do pelo ‚Äújovem‚ÄĚ do grupo: Pedro Sol¬≠er, de 68.

Com, ou sem, con­fi­na­men­to, eles diari­a­mente ven­dem aos reci­cladores met­al, papelão, ou papel, cole­ta­dos no lixo.

‚ÄúSe n√£o me mexo, o que como?‚ÄĚ, ques¬≠tiona Jos√©.

Vio­lar o con­fi­na­men­to con­fere uma mul­ta de cer­ca de US$ 260, val­or semel­hante ao salário mín­i­mo na quar­ta econo­mia lati­no-amer­i­cana.

‚ÄúA tris¬≠teza tam¬≠b√©m mata‚ÄĚ, lamen¬≠ta a fran¬≠co-colom¬≠biana Flo¬≠rence Thomas, de 77, uma pro¬≠fes¬≠so¬≠ra de psi¬≠colo¬≠gia e con¬≠heci¬≠da fem¬≠i¬≠nista que criti¬≠cou o con¬≠fi¬≠na¬≠men¬≠to na impren¬≠sa local.

‚Äú√Č um exagero mon¬≠u¬≠men¬≠tal diz¬≠er aos vel¬≠hos, √†s vel¬≠has, ‚Äėfiquem em casa, n√£o se intrometam‚Äô, como se f√īsse¬≠mos mar¬≠gin¬≠ais‚ÄĚ, protes¬≠ta ela, indig¬≠na¬≠da em sua ‚Äúpris√£o domi¬≠cil¬≠iar‚ÄĚ.

fpp/raa/lv/rsr/aa/tt Por: AFP

PUBLICIDADE