brasil

Avianca cancela mais 50 voos nesta segunda Brasil

 - REVISTA MAISJR

(Crédito: Divulgação)

 

A companhia aérea Avianca Brasil anunciou o cancelamento de mais de 50 voos nesta segunda-feira (15), devido à redução da frota.  Outros 25 já haviam sido suspensos no final de semana. Ao todo serão mais de 150 voos suspensos. A lista atualizada dos voos cancelados está na página da Avianca Brasil.

A empresa está sob recuperação judicial e saída escalonada de aeronaves de operação deve-se a decisões judiciais, que estão obrigando a empresa a devolvê-las por falta de pagamento. De acordo com a Agência Nacional de Aviação (Anac), no último dia 11, a empresa Constitution Aircraft Leasing obteve na justiça o direito de reaver 10 aeronaves que estavam em posse da Avianca Brasil e mais devoluções devem ocorrer.

Em nota, a Agência Nacional de Aviação (ANAC) informa que determinou o cancelamento da venda de passagens dos voos da empresas impactados pelas decisões judiciais  e manterá a fiscalização da atuação da empresa diante dos passageiros, acompanhando a execução das ações para a readequação da malha aérea e a manutenção da segurança das operações.

De acordo com a Anac, a companhia deverá divulgar amplamente os voos alterados e cancelados, comunicar previamente os passageiros para evitar que se desloquem ao aeroporto inadvertidamente e oferecer as alternativas de reembolso, reacomodação em outro voo ou execução do serviço por outra modalidade de transporte.

Orientações ao Passageiro

Em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro que não tiver seus direitos respeitados, poderá registrar sua reclamação por meio da plataforma www.consumidor.gov.br. Não tendo a sua reclamação resolvida pela empresa aérea na plataforma Consumidor.gov.br, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do SNDC, que inclui os canais presenciais de atendimento do Procon e o Juizado Especial Civil, para buscar uma solução para o seu problema individual e requerer a reparação de danos porventura causados pelo transportador.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista